Treino ao ar livre: 7 benefícios e quais atividades praticar

| | ,

A grande maioria das pessoas passa boa parte do dia em ambientes fechados, seja em casa ou no trabalho, e praticar exercícios nem sempre precisa ser assim também. Seja para quem não gosta do ambiente de academia ou para quem busca respirar novos ares, a prática de treino ao ar livre pode ser uma ótima saída.

Outra vantagem da prática de exercícios em espaços abertos é para quem tem vontade de praticar uma atividade física, mas não pode pagar uma academia. E não para por aí, existe comprovação científica que a luz natural potencializa os efeitos do treino!

Por esse motivo, o blog New Fit preparou um conteúdo especial com as melhores dicas e informações sobre como a prática de exercícios nesses ambientes fazem bem à saúde. Acompanhe a leitura e saiba mais sobre como e porquê você deve incorporar essa modalidade à sua rotina fitness, olha só:

Porque praticar atividades físicas?

Muita gente associa a prática de atividade física somente à perda de peso e, talvez por isso, se exercitar seja tão difícil – já que deixa de ser algo prazeroso e vira uma “obrigação”. Mas fiquem sabendo desde já que se exercitar pode trazer muitas vantagens para a sua vida, principalmente na sua saúde.

Ao praticar um exercício com uma certa frequência, sua capacidade cardiovascular e pulmonar melhoram, fica mais fácil controlar a diabetes e diminuir o colesterol, além de prevenir doenças, fortalecer os músculos e ossos, ganhar massa muscular e aumentar a imunidade.

Ao se exercitar, o seu organismo libera substâncias como a endorfina, que ajudam a dormir melhor e até a diminuir sintomas de depressão e ansiedade.

Se a prática de exercícios já traz uma melhora considerável para a sua vida, esses benefícios podem ser maiores ainda quando o exercício é praticado ao ar livre e em contato com a natureza.

Viu só quantas vantagens? Confira mais 7 benefícios do treino ao ar livre que separamos para te informar:

1. Melhora do condicionamento físico

Por ser um exercício praticado em um local aberto, alguns fatores podem fazer com que o seu treino em espaços abertos seja mais pesado que o treino em uma academia.

Por exemplo, em treinos ao ar livre, você pode contar com o vento ou com obstáculos maiores, como buracos e desníveis nas calçadas, isso faz com que você gaste mais calorias por conta do maior esforço físico e aumento da frequência cardíaca.

Mas lembre-se, se você não estiver acostumado, não faça um esforço maior do que o seu corpo pode aguentar! Uma dica é aumentar essa intensidade aos poucos, conforme for melhorando a sua performance.

2. Contato com a natureza

Talvez você não saiba disso, mas estar conectado com a natureza é um ótimo aliado para aliviar as tensões e estresses do dia-a-dia, além de dar mais prazer e disposição.

O contato com a natureza pode ser benéfico a saúde, pois ajuda a melhorar a visão, aumentando a energia e também tendo um efeito anti-inflamatório.

3. Maior interação social

Na academia, você também tem contato com outras pessoas, mas, por ser um ambiente mais individualista, cada um tende a ficar no seu lugar e não interagir tanto com o ambiente e pessoas à sua volta.

Praticando atividades ao ar livre você tem a possibilidade de conhecer outras pessoas, seja em grupos de corrida e caminhada, ginástica funcional e até mesmo a galera dos esportes.

4. Aumento da vitamina D

A vitamina D é uma das principais responsáveis pelo funcionamento do nosso corpo ajudando tanto nos ossos quanto no metabolismo, no sistema cardiovascular e imunológico, além da produção de insulina.

Mas como um simples exercício ao ar livre pode ajudar a aumentar a vitamina D? A resposta está na exposição ao sol, que é imprescindível para a produção da vitamina, já que entre 80% e 90% da sua produção está ligada à luz solar.

Com os níveis de vitamina D controlados, as suas chances de desenvolver distúrbios neurológicos e psicológicos são muito menores e o mesmo vale para o câncer. Porém, vale lembrar que é imprescindível a proteção com filtro solar e evitar os períodos de maior incidência de raios UV – das das 10 às 16 horas.

5. Maior queima de gorduras

Assim como no caso da melhora do condicionamento físico, por conta de um esforço maior, a queima de calorias e gorduras vai ser maior também. 30 minutos de corrida ao ar livre vai queimar muito mais calorias que o mesmo tempo de corrida na esteira, por exemplo.

Por conta da paisagem, do vento e outros fatores externos, muitas pessoas que praticam atividades ao ar livre se distraem enquanto se exercitam e não focam tanto no esforço físico, isso faz com que elas treinem melhor.

6. Aumento da motivação

Se você está acostumado com a academia, treinar ao ar livre pode te tirar da monotonia. O simples fato de mudar a paisagem e o tipo de exercício praticado podem ser ótimos aliados para renovar as energias, recarregar as baterias e ficar mais motivada.

Experimente correr no parque um dia para perceba a diferença!

7. Economia de dinheiro e tempo

Ao praticar exercícios em praças ou parques, por exemplo, você pode economizar dinheiro e tempo também. Afinal de contas, para usar esses espaços não é necessário pagar uma mensalidade, como no caso das academias, e nem correr o risco de ter que esperar para usar a esteira ou aparelhos de musculação em horários de grande movimento.

Você pode encaixar na sua rotina e praticar a atividade na hora que quiser, sem ter que ficar preso ao horário de funcionamento da academia.

Agora que você já conhece os benefícios de praticar atividade física ao ar livre, que tal aprender qual tipo de exercício fazer? Olha só a lista de opções que o blog New Fit preparou:

Treino funcional

Esse tipo de treino pode ser realizado em qualquer lugar, já que nem sempre precisa de aparelhos para executar os exercícios, apenas o peso do seu corpo já é suficiente, como no caso do agachamento ou polichinelo.

O treino funcional, por ser mais dinâmico, é ótimo para trabalhar diferentes músculos do corpo, ajudando no seu fortalecimento e melhora no condicionamento físico. Você pode treinar sozinha ou em grupo, mas o ideal é ter o acompanhamento de um profissional para não correr o risco de se lesionar.

Caminhada

Começar a caminhar é uma atividade que só depende de um tênis confortável e que não machuque os seus pés. A vantagem da caminhada é que pode ser praticada em qualquer horário e local e no seu ritmo, mais lento ou mais acelerado, podendo ser um grupo ou sozinho.

Corrida

Assim como a caminhada, a corrida pode ser realizada a qualquer hora e lugar, sozinha ou acompanhada. A diferença está na intensidade, já que, para correr, você gasta mais energia e precisa ter um condicionamento físico melhor.

Ciclismo

O ciclismo é outra atividade democrática que pode ser feita só ou em grupo e em qualquer lugar. Ao pedalar, você consegue fortalecer músculos e melhorar as articulações, além de ser um exercício que movimenta o corpo inteiro.

Pretende começar a praticar ciclismo, mas não sabe o que vestir? Temos um post completo sobre o que vestir para pedalar aqui mesmo, no blog, não deixe de conferir!

Yoga

Se você procura por uma atividade mais tranquila, a atividade pode ser para você. A yoga é ótima para melhorar a postura e a respiração, além de trabalhar equilíbrio e força por meio de alongamentos e técnicas de respiração que vão contribuir para a harmonia do seu corpo e mente.

Viu só como praticar exercícios ao ar livre pode ser muito bom para a sua saúde? Aproveite para ler o nosso post sobre jejum intermitente e descubra se essa prática é saudável. Para mais dicas de exercícios e bem-estar, não deixe de acompanhar o nosso blog. Fique por dentro de todas as nossas atualizações de conteúdo e não perca nenhuma novidade! Nos vemos na próxima postagem!

Anterior

Roupa para pilates: veja o que usar e não erre no look!

Doces low carb: 6 receitas para não sair da dieta e saborear sem culpa

Próximo

Deixe um comentário